06/02/2018

História da Coop LInQUE

Uma abordagem humana e inovadora aos cuidados paliativos em casa. Muitos doentes desejariam ficar em casa na fase avançada duma doença incurável, permanecer no seu ambiente, rodeado dos amigos, daqueles que amam. Poucos portugueses têm essa possibilidade, porque em Portugal existem muito poucas equipas de Cuidados Paliativos domiciliários.

Dois paliativistas sonharam um projecto que o programa de capacitação PAES (Programa de Apoio ao Empreendedorismo Social) do Banco de Inovação Social (BIS) ajudou a tornar realidade. O projeto LInQUE, cujo nome é o acrónimo de Ligamos Instituições Que Unem Esforços, é hoje uma cooperativa de solidariedade social e conta com uma equipa interdisciplinar das áreas da medicina, enfermagem, psicologia, serviço social, fisioterapia, terapias complementares, ciências farmacêuticas, assistência espiritual e gestão financeira.

No dia 15 de agosto de 2015, a LInQUE iniciou, em Lisboa, a sua primeira equipa de Cuidados Paliativos na comunidade. Através de uma gestão criteriosa, tem sido possível o acesso a quem pode pagar o preço total e também a quem não tem recursos económicos para suportar o preço de um serviço desta natureza. Os lucros obtidos constituem o Fundo Social LInQUE que, conjuntamente com o apoio de mecenas, possibilita o acesso às famílias carenciadas.

A equipa interdisciplinar integra profissionais com formação e experiência em cuidados paliativos. O apoio telefónico 24 horas por dia, assim como o facto de a equipa trabalhar diariamente, incluindo fins-de-semana e feriados, constitui um suporte fundamental.